sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Este sábado


Neste sábado, dia 28 de Fevereiro, irá decorrer uma exposição sobre os projectos do G.A.S.Porto em Timor-Leste, graças ao interesse da Paróquia de Perafita por este “sonho”, em especial do Grupo de Jovens da referida paróquia.

Local: bar da Paróquia de Perafita
Horário: a partir das 15h

O que pode encontrar?

- exposição de fotografias sobre os projectos do G.A.S.Porto em Timor
- exposição de fotografias sobre o dia-a-dia em Timor
- exposição de artesanato e venda de alguns produtos
- venda de chá e café de Timor
- música ambiente timorense
- acções de consciencialização
- notícias sobre acontecimentos em Timor

Venha passar uma tarde agradável, ao ritmo de Timor. A não perder!

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Em 2008

Para aqueles que começaram agora a acompanhar as minhas aventuras por terras perdidas, aqui fica um vídeo com fotos dos projectos de 2008.


video

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Como tudo nasceu...


O trabalho do G.A.S.Porto em Timor iniciou-se em 2003, em Díli, colaborando com o Centro Juvenil Padre António Vieira - CJPAV. O G.A.S.Porto teve, nesse primeiro ano, contacto com o trabalho da irmã Maria de Lurdes – Mana Lu. Fundadora da congregação nativa ISMAIK (Instituto Secular de Irmãos e Irmãs Unidos em Cristo), desenvolve apoio em várias áreas, em diferentes distritos de Timor. A pedido dela, o projecto do G.A.S.Porto passou a ser desenvolvido em Aileu a partir de 2004.

Até 2007, o G.A.S.Porto teve como projectos:
- promoção de cursos intensivos de Português, Matemática e Informática
- ATL de férias lectivas com alunos da Escola Primária de Saboria (freguesia de Aileu)
- ATL de férias lectivas com alunos das escolas primárias de Aileu
- formação de professores da Escola Primária de Saboria
- formação de formadores para Português, Matemática e Informática

Em 2008, graças ao apoio de várias entidades, foi possível enviar 2 voluntários numa missão de dez meses (o Rui e eu). Novas necessidades surgiram, levando à criação de dois novos projectos:

- Jardim Infantil As Sementinhas
- ATL Escola do Amor

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Contexto



O nosso projecto desenvolve-se a partir do ISMAIK, uma congregação nativa, dispersa por vários distritos de Timor, liderada pela Irmã Maria de Lurdes – Mana Lu (ou Madre Teresa de Calcutá de Timor). O G.A.S.Porto é o braço direito do ISMAIK na área da Educação. Moramos dentro da congregação, em Aileu-vila, a capital do distrito de Aileu, que se situa a 43km a Sul de Díli (mais precisamente a 2h30 de viagem), no meio das montanhas. A nossa casa fica a 30min a pé do centro. Normalmente desenvolvemos os projectos a partir de casa, nomeadamente num edifício construído pela Cooperação Portuguesa que ficou à responsabilidade do G.A.S.Porto. No entanto, também saímos do nosso casulo e trabalhamos com Saboria, uma aldeia isolada a 2km de nossa casa, cujo único acesso é atravessando um rio (sem ponte!).
Temos electricidade das 18h às 24h (em dias bons), e a rede telefónica funciona quando não há vento. O abastecimento de água é feito através de poços que, durante o tempo seco, secam, obrigando-nos a percorrer algumas distâncias para a ir buscar. Como não temos electricidade, o nosso fogão é a lenha, não temos água quente, nem internet, nem frigorífico, nem nada que exija luz.
Para além do chão destruído da nossa casa, ainda albergamos sapos, ratos, cobras, escorpiões, aranhas, e qualquer outro animal que consiga entrar pelo espaço que separa a estrutura da casa da do telhado. Ao contrário do que se imagina, a vila de Aileu é quente durante o dia, e fria durante a noite.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009


Para quem me acompanha a partir de agora... como tudo começou.... O meu impulsionador foi o G.A.S.Porto (Grupo de Acção Social do Porto, http://www.gasporto.pt/) ao qual pertenço desde 2005. Neste primeiro ano fui para Timor. Chegada de missão, sem perceber o que sentia, nem hesitei em partir novamente no ano seguinte... Já trabalhava e parecia que o G.A.S.Porto me impunha um outro rumo, ao qual eu não estava indiferente, dadas todas as transformações em mim. Decidi arriscar mais uma vez em 2008, e fui... acompanhada de um outro voluntário, o Rui.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

De partida...


Depois de dois meses de descanso, eis que me vejo novamente de partida... Durante este tempo, engordei, perdi o bronze, sarei as feridas, tive malária, descansei. Chegou o momento de partir... Desta vez sei o que me espera... espera! não sei o que me espera. Timor é sempre uma caixa de Pandora...